Como atualizar boleto para novas regras

Postado em 15 de fevereiro de 2017 na categoria FINANCEIRA

Uma forma de cobrança comum em empresas vai mudar neste ano. Até dezembro, será preciso atualizar boleto para as novas regras, pois o formato registrado da fatura será o único permitido. Você já sabe como essa alteração atinge o seu negócio?

Um novo boleto em 2017

Sai de cena o boleto bancário simples e passa a valer apenas o boleto registrado, que já existe, mas não é obrigatório. Essa é a principal mudança trazida pela implantação da Nova Plataforma de Cobrança, desenvolvida pela Federação Brasileira dos Bancos (Febraban).

Mas a forma como o seu negócio será impactado pode variar. A única certeza é que será preciso atualizar a maneira como você emite boletos aos seus clientes, pois novos procedimentos estão previstos não apenas para o pagamento da fatura.

Na modalidade registrada do documento, é preciso constar os dados do emissor (no caso, a sua empresa) e também as informações do pagador, como o CPF ou CNPJ do cliente e seu nome completo. Os demais campos, como valor e data de vencimento, permanecem e são obrigatórios.

O custo para o empreendedor tende a ficar mais alto, pois o boleto registrado implica em novas taxas bancárias que não existem na versão simplificada. Entre elas, podem ser cobradas tarifas pelo registro do documento, sua liquidação, permanência, protesto, alteração e cancelamento.

Tudo isso exige maior atenção e cálculos na hora de contratar uma carteira junto ao banco, já que a opção simples não estará mais disponível para novos usuários. Por sua vez, os antigos terão até dezembro para migrar para a carteira registrada (veja o cronograma abaixo).

Já para a emissão, pouco ou nada muda. Quem já utiliza um sistema emissor, como um software de gestão online integrado com o banco, não terá sua rotina afetada, pois o registro do boleto ocorre automaticamente.

Assim que é realizada a emissão do documento, um arquivo de remessa é transmitido ao banco com todas as informações previstas. Para a empresa, retorna um arquivo que confirma o registro da operação. O mesmo processo de comunicação acontece se o boleto for alterado pelo emissor.

Novo cronograma para atualizar boleto

Fique atento aos prazos. Conforme o valor do boleto que você emitir a partir do mês de julho, já terá que obrigatoriamente utilizar a versão registrada do documento.

A Febraban atualizou o cronograma, que anteriormente já previa mudanças no mês de março. Ainda assim, o prazo final foi abreviado em quatro dias e até 11 de dezembro todos os boletos estarão adequados ao novo formato.

Segundo a entidade, a adequação no cronograma ocorreu por decisão dos bancos. O objetivo é garantir que o sistema esteja funcionando de forma integrada, sendo alimentado por todas as instituições para a validação dos documentos de cobrança já para a primeira etapa, em julho.

Confira as novas datas para atualizar boleto:

Faixa de valor do boleto Data de início de validação
Igual ou superior a R$ 50.000,00 10/07/2017
Entre R$ 49.999,99 e R$ 2.000,00 11/09/2017
Entre R$ 1.999,99 e R$ 500,00 09/10/2017
Entre R$ 499,99 e R$ 200,00 13/11/2017
Igual ou inferior a R$ 199,99 11/12/2017

Por que a mudança pode ser boa para você?

Novos custos, novas regras, mais obrigações. Analisando dessa forma, parece que a mudança é mais um problema do que uma solução para o pequeno empresário. Mas não se apresse, pois há boas razões para utilizar o boleto registrado.

Seu cliente vai gostar

Ainda que ele possa pagar um boleto simples em uma agência do banco emitente, não tem a comodidade de quitar a fatura em qualquer instituição, mesmo após o vencimento. É que no formato registrado a atualização dos valores, com juros e multa, ocorre automaticamente.

Também o comprovante de pagamento será mais completo, pois irá apresentar todos os detalhes do boleto, com as informações do beneficiário e do pagador, além de possíveis descontos, juros e multas.

E não podemos deixar de destacar que o pagamento em duplicidade não é permitido, já que a quitação do boleto também é registrada. Se o seu cliente pagou e esqueceu disso, não conseguirá pagar novamente e será informado disso.

É mais seguro

A Nova Plataforma de Cobrança nasceu com um objetivo principal: reduzir o alto número de fraudes bancárias, considerando que o boleto simples tem maior vulnerabilidade a elas. Nesse formato, basta aos criminosos alterar campos e o código de barras.

Já o sistema atualizado facilita o rastreamento da operação e aumenta a capacidade dos bancos de filtrar os boletos indevidos. Se houver alguma divergência entre os dados do documento e aqueles registrados na plataforma, a operação será invalidada e o pagamento não será autorizado.

Amplia o controle financeiro

Você ainda se perde em meio aos recebimentos e tem dificuldades de organizar suas cobranças? Esse é um tipo de falha que causa prejuízos ao caixa. No caso do boleto registrado, fica mais fácil controlar os documentos emitidos, confirmar o pagamento, a data e o valor pago.

Para quem utiliza um sistema de gestão, qualquer atraso é rapidamente identificado. Nesse caso, vale monitorar a operação com atenção, pois o não pagamento se configura inadimplência e exige uma política de cobrança específica.

Protege seus direitos

Até mesmo nas situações em que o pagamento não é realizado há vantagens ao empreendedor em atualizar boleto para o sistema registrado. Como ele traz informações completas sobre o pagador (que nesse caso virou devedor), cresce a chance de ter êxito em um protesto do título não pago em cartório.

Prepare-se para a atualização

Agora que já conhece o cronograma para atualizar boleto de acordo com a nova plataforma da Febraban, você pode planejar a transição com maior tranquilidade na sua empresa.

Se ainda não possui uma carteira registrada ou não emite boletos e deseja fazê-lo, procure o banco e se informe sobre as taxas. Vale pesquisar entre diferentes instituições para encontrar o melhor custo-benefício.

Já na sua empresa, além de um sistema emissor, pode ser útil contar com uma solução completa de gestão. Uma boa razão para isso é que, com o novo boleto, você precisará ainda mais de um cadastro de clientes atualizado. E isso um bom software faz perfeitamente para o seu negócio. 

Via ContaAzul

 


Pesquisa por tags relacionadas:

| |

Seja o primeiro à comentar!

Deixe o seu comentário!

© 2016 Censea Ocana Assessoria Contábil. Todos os direitos reservados. Criação de